Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Um blog para todas as mulheres depois dos “entas” . Mulheres que, na plenitude das suas vidas, desejam celebrar a liberdade de assumirem a sua idade, as suas rugas, os seus cabelos brancos e que querem ser felizes

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Sab | 16.12.17

VIVER DE APARÊNCIAS

 Como as nossas vidas seriam mais simples e alegres se não vivêssemos de aparências. Quantos de nós, quando poisamos, à noite, a cabeça na nossa almofada, tiramos a máscara que usámos durante o dia podendo, finalmente, enfrentar a nossa realidade, choramos. Tirar as máscaras não é fácil para aqueles que se habituaram a usá-las e, hoje em dia, quase todos nós, usamos uma máscara de aparência, entre pais e filhos, entre irmãos, na família, no trabalho, entre namorados, (...)
Ter | 12.12.17

Não mudei, apenas amadureci

 Já tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis. Já fiz coisas por impulso. Já me decepcionei com algumas pessoas, mas também já decepcionei alguém.Já abracei para proteger e ri quando não podia. Já fiz amigos eternos. Já amei e fui amada; mas também já fui rejeitada. Já fui amada e não soube amar.Já gritei e pulei de alegria. Já vivi de amor e juras eternas, mas também já quebrei muitos juramentos.Já chorei a ouvir música e a ver (...)
Dom | 10.12.17

HOJE ACORDEI E DECIDI SER FELIZ

Hoje acordei e disse: liberto-me de todos os sentimentos que me fazem mal. Podem ir-se embora. Agradeço e serei eternamente grata por tudo aquilo  que aprendi convosco, mas agora chega. Podem ir-se embora! Sejam livres, mas bem longe de mim. Quem nunca disfarçou uma lágrima dizendo que tinha comichão no nariz, ou que lhe tinha caído um cisco no olho? E  que fazer quando as lágrimas correm pelo seu rosto sem controlo? Atrevia-me a dizer que chorar no transporte público é uma das (...)
Sex | 08.12.17

O que é a espiritualidade feminina?

 Círculo de pedra de Stonehenge. Foto: Andrew Testa/The New York Há uns 15 anos (provavelmente mais, o tempo da memória nem sempre acompanha os roteiros celestes), um amigo deu-me um livro: The Crone,  woman of age, wisdom and power (ou  A anciã, uma mulher de idade, sabedoria e poder), da escritora americana Bárbara Walker. Por coincidência ou por artes outras, este livro já chegou às minhas mãos velho, porque, na verdade, foi achado dentro de uma caixa, num desses dias em (...)
Qui | 07.12.17

A VIDA É CURTA

“Life is short,Break the Rules.Forgive quickly,Kiss SLOWLY. Love truly.Laugh uncontrollablyAnd never regret ANYTHINGThat makes you smile.” 
Qui | 07.12.17

O SILÊNCIO

"O silêncio é um dom universal que poucos sabem apreciar.Talvez porque não pode ser comprado.Os ricos compram ruído.A alma humana se deleita no silêncio da natureza, que só se revela a quem o procura."Charlie Chaplin  Imagem Web
Qui | 07.12.17

O DINHEIRO NÃO É TUDO.

  Podemos comprar a cama, mas não o sonho.Podemos comprar o relógio, mas não o tempo.Podemos comprar um livro, mas não a inteligência.Podemos comprar o poder, mas nunca o respeito.Podemos comprar o medicamento, mas nunca a saúde.Podemos comprar relacionamentos, mas nunca o amor.  
Ter | 05.12.17

“Quando és bom nalguma coisa, vais dizê-lo a todos. Quando és fantástico nalguma coisa, são os outros a dizer-to”.

 Num daqueles dias em que queremos escrever, mas a inspiração ficou na almofada, reparei num artigo que falava sobre : Os relacionamentos e as redes sociais E dizia o autor do artigo que,  basicamente, existem duas formas de relacionamento que aparecem nas redes sociais :As que lavam a roupa suja em público;As que postam fotografias para que os outros invejem o seu relacionamento perfeito.No primeiro caso, na minha modesta opinião, nada impede que casais fracos discutam sobre (...)
Seg | 04.12.17

SINTO A FALTA DE TER MÃE, SINTO A FALTA DE SER FILHA

Dizem que quando um filho nasce, nasce também uma mãe.O mesmo acontece quando uma mãe morre, morre um filho também. No ano de 1997 já não comemorei o Dia da Mãe.Vem isto a propósito de um texto que li, faz tempo, com o qual me identifiquei. Na realidade, não há ninguém de quem eu sinta mais saudade do que da minha mãe, que partiu no dia 5 de Abril de 1997, numa madrugada de um sábado triste. Ficou a saudade. Ficou a certeza de que, com ela, foi uma grande parte de mim, e, (...)
Seg | 04.12.17

UM DIA DIGO-TE …

 Um dia digo-te qual a importância de saber perdoar; de saber, de assumir as nossas responsabilidades; de pensar nos outros e não só em nós.Um dia digo-te porque nem todo o friozinho na barriga é amor; porque há pessoas que nunca conseguiremos esquecer, independentemente, da vida nos afastar irremediavelmente;Um dia digo-te porque nem todo o ciúme é saudável; porque a confiança se constrói pouco a pouco, mas que pode acabar num ápice.Um dia digo-te porque devemos aproveitar os (...)