Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Um blog para todas as mulheres depois dos “entas” . Mulheres que, na plenitude das suas vidas, desejam celebrar a liberdade de assumirem a sua idade, as suas rugas, os seus cabelos brancos e que querem ser felizes

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Seg | 27.11.17

Mulheres que deixam o tempo agir naturalmente

 Por que postar “selfies” nas redes sociais sem maquiagem virou um desafio? Por que mostrar o rosto limpo, sem retoques de cosméticos ou efeitos “embelezadores” dos filtros disponíveis nos aplicativos de fotografia, se tornou sinónimo de transpor barreiras, superar tabus e bater de frente com convenções sociais? O fenómeno que mobiliza famosas e anónimas do mundo inteiro faz parte da campanha norte-americana “Stop the beauty madness” (Pare a loucura da beleza), lançada (...)
Sex | 17.11.17

CURANDEIRAS, BENZEDEIRAS, FEITICEIRAS - SÁBIAS DESAPARECIDAS ESTÃO DE VOLTA

As curandeiras ou benzedeiras  fazem parte de um antigo arquétipo da humanidade. Em todas as lendas e mitos, quando há alguém doente ou com dores, sempre aparece uma mulher idosa para oferecer um chazinho, fazer uma compressa, dar um conselho sábio. Na verdade, a mulher idosa é um arquétipo da ‘curandeira’, também chamada nos mitos Grande Mãe.Estas mulheres sábias, que por muito tempo andaram escondias, ou até mesmo desaparecidas, regressam hoje,  com um diploma de (...)
Qua | 08.11.17

Meia idade: Anjo ou Demónio ?

. Entre a chegada da menopausa e o final da vida, as mulheres têm, actualmente, ainda muitos anos tempo pela frente.Com os avanços da medicina e o prolongamento do tempo da vida, após a menopausa há ainda muito futuro e vitalidade no horizonte. A menopausa e a velhice coincidiram durante muito tempo na História e entrar na menopausa significava estar bem próxima da morte. No entanto, embora o processo de envelhecimento se acentue a partir da menopausa, as duas coisas, nos dias de (...)
Sex | 03.11.17

Ser feliz é uma decisão de cada um

 Uma senhora de noventa e dois anos, delicada, bem vestida, com o cabelo bem penteado e um semblante calmo, precisou se mudar para uma casa de repouso. O seu marido havia falecido recentemente e a mudança foi necessária, pois ela era deficiente visual e não havia quem pudesse ampará-la   na sua casa. Foi acompanhada  por uma neta  que lhe era muito dedicada.Após algum tempo aguardando pacientemente na sala de espera, a enfermeira veio avisá-las que o quarto estava pronto. (...)
Qui | 26.10.17

"BRUXAS... é como chamam por aí..."

.... É mais forte do que imagina. Acredite ! "BRUXAS... é como chamam por aí...As insubordinadas, divergentes, atentasSábias, ditas loucas... profundas, espiritualizadas.As perigosas...Mulheres que lutam...contra preconceitos, ignorância, machismo, opressão, violência, exploração.Mulheres que amam, sem medo de parecerem impuras, se envolvem, se entregam, se rendem...verdadeiramente femininas...Mulheres que cuidam dos próprios filhos, dos filhos de todos, das chagas de muitos, (...)
Sex | 01.09.17

Helen Mirren, aos 72 anos, protesta por ser tratada como idosa

A aclamada actriz britânica interpretou Elizabeth II, em A Rainha. O processo de envelhecimento é difícil para quase todos nós. Mas para alguns, parece que essa perda gradativa do vigor é mais dura do que para outros. A atriz britânica Helen Mirren, por exemplo, mesmo já tendo ultrapassado a sétima década de vida, queixa-se quando alguém se levanta e lhe cede o lugar. O gesto implica o reconhecimento de que ela há muito deixou a juventude para trás. Parece que a actriz (que (...)
Seg | 28.08.17

INSPIRAÇÃO - Aos 76 anos, Gisella Amaral fez a sua primeira campanha para uma grife

Qualquer evento que se preze no Rio não pode prescindir da presença mais elegante da cidade: quase sempre com looks monocromáticos, com maxibijuterias e uma vasta e lindíssima cabeleira grisalha, Gisella Amaral adentra os salões com o sorriso mais sereno e irresistível do pedaço.Em sua cobertura no Rio, tendo ao fundo obra de Claudio Tozzi, Gisella Amaral posa com look de seu acervo pessoal, da extinta grife carioca Santa Ephigênia (Foto: Daniel Mattar) Aos 76 anos, Gisella contou (...)
Dom | 27.08.17

"SENDO", "NÃO FAZENDO"

Quantas vezes nos cobrámos por não conseguirmos ser e fazer!!  Quantas vezes não valorizamos, devidamente,  momentos,  pequenos gestos, afectos ?  Quantas vezes fomos ? Quantas vezes valorizamos o nosso "SER" ? E esta é a palavra mais importante : "SER" Podermos estar paradas num momento; Estar em paz com o mundo; Ser gentil connosco e ser gentil com os outros; Ser capaz de deixar ir e ficar, e ficar orgulhosa por fazê-lo; Acreditem, se eu pudesse voltar a ser jovem, passaria mais tempo