Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Um blog para todas as mulheres depois dos “entas” . Mulheres que, na plenitude das suas vidas, desejam celebrar a liberdade de assumirem a sua idade, as suas rugas, os seus cabelos brancos e que querem ser felizes

A Senhora Dança? A Mandy pelas danças da vida.

Sab | 04.11.17

Só há uma coisa que me irrita mais do que me perguntarem a idade: é ver octogenárias a saltar de paraquedas.

Cansei-me destes clichês da terceira idade: octogenárias a saltar de paraquedas Só há uma coisa que me irrita mais do que perguntarem a minha idade: é ver octogenárias a saltar de paraquedas. Cansei-me desses clichês imagéticos da chamada terceira idade. O que pretendem com isso? Melhorar a auto-estima dos idosos? Sinalizar que a velhice não é o fim de linha? Que é tempo de ousar? Devo confessar que, para mim, essas tentativas são inócuas. Primeiro porque a minha auto-estima (...)
Sab | 28.10.17

O valioso tempo dos Maduros

 O tempo é como o fogo, consome-nos e torna-nos nada Contei os meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora. Tenho muito mais passado do que futuro.Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflamados. Inquieto-me com invejosos (...)
Dom | 22.10.17

REFLEXÃO – Texto para maiores de 70 anos (e para os que vão chegar lá).

Li algures estas dicas e, embora não tenha conseguido encontrar o(a) autor(a), resolvi guardá-las e hoje vou publicá-las, porque as achei muito pertinentes, face à sociedade que actualmente enfrentam os que chegam a esta idade. É uma relação de medidas, para quem já passou dos 70, mas, também, para quem não chegou ainda a essa idade, com ideias para se viver melhor nesta fase das nossas vidas.A primeira delas: Está na hora de usar o dinheiro (pouco ou muito) que conseguiu (...)
Qua | 11.10.17

Cenas como esta acontecem todos os dias, em milhares de lares, em todo o mundo.

  Um coração ouvindo outro coração. O cenário é comum, a cena é singela.Num banco de jardim da casa estão sentados um idoso e um jovem.O jovem lê atentamente o jornal. O idoso parece imerso em algo indefinível.Então, um pequeno pássaro pousa no arbusto próximo e canta. O homem parece despertar e indaga:O que é aquilo? – Apontando com o dedo na direcção da pequena ave.O rapaz alça os olhos e diz, secamente: É um pardal.A avezita saltita de um galho a outro e a (...)
Sab | 23.09.17

“Em defesa do “velho”

Este texto, publicado na revista Época, não foi escrito agora, mas continua tão actual como se tivesse sido escrito hoje. Fala do horror das mulheres, que já chegaram a uma certa idade, à palavra “velha”. Embora o tempo tenha passado  - e o espelho mostre isso todos os dias -, é extremamente difícil para muitas aceitar que a juventude já sumiu, há muito, na curva do tempo.Eliane Brum, 48 anos, jornalista e escritora “Na semana passada, sugeri a uma pessoa próxima, que (...)